segunda-feira, novembro 03, 2008

Há Granel na Caserna

O senhor General na reserva Loureiro dos Santos, veio ao terreiro declarar que o meio castrense está descontente, pois devem ser os únicos, que existem camaradas que podem fazer “disparates”, ameaçando assim a nossa “avançada democracia”. O senhor General na reserva Loureiro dos Santos, veio armar-se em santo condestável do militaredo. Acho uma atitude de muito, de péssimo mau gosto vir “ameaçar” de forma velada a tal democracia avançada, não é digno de militares que se regem por tradições de honra e brio, não é digno de homens que escolheram um dos mais nobres ordálios, a defesa da Pátria, não posso de maneira alguma concordar com atitudes corporativistas imbecis como ficou patente nestas ameaças inconsequentes e intelectualmente indigentes.
Se os militares quiserem vir para a rua libertar o povo trabalhador e pagador de impostos de toda esta escumalha que nos anda a sugar o dinheiro, rebentando com os cornos a uns milhares de sanguessugas subsídio dependentes e politiqueiros aldrabões, serei o primeiro a ajuda-los nessa tarefa, exterminar a corja, vir para a rua defender os traseiros anafados de generais e coroneis de secretária, numa atitude de corporativismo de estado novo, nunca, nem posso concordar, já nos bastam médicos, juízes e advogados, como fiéis representantes desse corporativismo medievo.
Têm razão os militares, as nossas forças armadas há muito que deveriam ter sido redimensionadas com seriedade, com material novo e meios decentes capazes de nos colocar em pé de igualdade com as outras nações, cumprindo com brio a mais uma vez megalomana tarefa de envio de contingentes para todo o lado, nós somos um país pobre não podemos continuar a ter um exército de país rico.
Não podemos continuar a formar oficiais, para carreiras que não existem, na actual conjuntura das nossas forças armadas, é mais fácil constituir um batalhão de oficiais generais do que um batalhão de praças, tal não pode continuar, disparates como submarinos e outras alarvidades têm de ter um fim, os seus responsáveis tem de ser punidos, para colocar um fim a uma regra de desbaratar os cabedais públicos em cretinices, que tem feito escola entre os detentores da pasta da defesa dos últimos 30 anos, quando por exemplo os socorros aos naufragos não conseguem salvar homens a 20 metros da costa.
Depois queixam-se os militares de terem perdido muitas regalias sociais, já reparam que é disso precisamente que todos os outros se queixam e ninguém vem ameaçar com ataques à democracia, todos nós os desgraçados que alimentamos a escumalha andamos a perder todos os dias, a honestidade, o trabalho e a honra são palavras vãs, quem trabalha e paga impostos está sufocado pela ralé, que nos assassina e rouba descaradamente sem que nada lhe aconteça, por isso aguentem-se que nós fazemos o mesmo. Ou então venham para a rua e rebentem com essa escumalha de vez, terão a ajuda de muitos de nós, os pobres que pagamos isto tudo com o suor do nosso trabalho.

Um abraço, deste vosso amigo
Barão da Tróia

5 comentários:

Daniela Mann disse...

Olha eu ando tão chocada com a situação que já nem tenho palavras para comentar!

Um horror!

Anónimo disse...

Barão
Como sempre batestes na mouche.
Ainda me lembra, antes do 25 de Abril, os SENHORES GENERAIS do RAMO das FORÇAS ARMADAS irem á presença do MARCELO garantir a sua vassalagem e depois sabe-se qual o resultádo.
Este PAÍS e deculpa dizer isto está transformádo em quintal DEMOCRATA de meia duzia de aproveitadores, assim como e claro de meia duzia de oportunistas de meia tijela.
E uns arrastam outros e claro que (CALA-TE BOCA).
Chocado não direi, afinal assistimos a este DESAIRE já á 33 anos.
Mas e por mais que o POVO diga da sua JUSTIÇA ELES (DEMOCRATAS) fazem ORELHAS MOUCAS do que o POVO diz.
Não é VIR-SE para a PRAÇA PUBLICA dizer-se que o GENERAL LOUREIRO não tem VOZ ACTIVA que se vai resolver CASOS.
Estão claro pondo lenha na fogueira.
Mas a DEMOCRACIA é isto e revolta o estomago a qualquer um
Até estou admirádo que os EX-COMBATENTES estejam tão calados com uma simples promessa de algo que não se vê.
Quando os ex-combatentes foram tão maltratados por estes DEMOCRATAS (que nem á tropa foram).

touaqui42

Abril disse...

É caso para dizer:-FORÇAS ARMADAS EM PARVAS...O 25 de Abril não foi feito, só pelos lindos olhos do "Povo Oprimido"...Nem só pelos senhores militares.Pelo menos não podem ter sózinhos "Os direitos de autor".As tetas da vaca estão a secar ou melhor,já cairam de tão sêcas....Têm se se fazer á vida...ponham os olhos no camarada,de armas,Valentim Loureiro.Acabou o negócio das batatas,no depósito da Manutenção Militar,esta sim,vaca gorda que deu de mamar a muita gente e começou a "trabalhar" em outro ramo...
Um abraço

Jorge P.G disse...

O General veio atirar uma fisga ao elefante!

Claro que o Poder não lhes liga nenhuma. Já não precisa que lhe defendam os patrimónios!

Reduziram-lhes privilégios? Ah, pois! E a nós, não?!
Não estavam habituados? Compreendo, mas os tempos mudaram, as vacas agora não deitam leite! Só algumas, bem escolhidas e alimentadas.
Já agora, por que não se dedica o Sr. general à política? olhe que talvez ainda arranje um lugarzinho nos rosas, experimente, bata-lhes à porta, nunca se sabe...

Cumprimentos plebeus do Sineiro ao nobre Barão da Tróia

nabisk disse...

O problema é que agora comem um pouco menos.
Será que trabalham mais?