quarta-feira, março 14, 2007

Do Menos o Mal!

Este Portugal anda todo do avesso, as anedotas sucedem-se, uns fingem que vivem numa terra de gente normal, que anormalmente força a normalidade do invulgar, dando a tudo isto um tom de surrealismo, que tinge esta terra, Almada teria ficado encantado.

Somos um país de aves de arribação, certo e sabido, pelos canhenhos da biologia que muitas são as aves que vão para depois voltar, quando menos espera ao incauto habitante da Lusa terra, ei-las que regressam, recauchutadas, com as plumas luzidias e prontas para bicar o erário público que à força de as engordar está nas últimas, lastima-se portanto o óbito do defunto erário, imaginando já as paragonas em gorda letra de imprensa, informando na necrológica página, - Faleceu de causas bastas e doença prolongada o senhor Erário Público, o corpo jaz em câmara ardente para os lados de São Bento, pronto três badaladas e um balde de cal!

Inscrevem-se na classe de volejantes de arriba, os dois camaradas, que qual Lázaros saídos da tumba regressam ao mundo dos vivos, Portas e Santana, não contentes com todo o disparate, burradas e barracadas que promoveram, os dois senhores voltam para mais uma volta, o triste não é eles estarem de volta, o triste, amigos e amigas que perdem tempo a ler estas escrevinhadelas, é existir gente que lhes dá ouvidos, como se as nefastas e dispendiosas barbaridades desta parelha não fossem suficientes para os afastar de qualquer cargo, excepto de zeladores de balneários públicos, cargo alias que me quer parecer estarem os dois talhados em primor para desempenhar, tão habituados que estão a só fazerem trampa da grossa.

Amigo dos anteriores, partilhando a gula ao erário, do fim do Atlântico sopra o já podre bafo, dessa pérola da jardinagem da ilha da lenha, mais um anafado parodiante, um pândego bonacheirão, que quer, diz o bicho, questionar a constitucionalidade de um referendo, esta ave, vive às nossas custas, suga-nos o dinheiro e ainda se dá ao dislate de obrar lampanas sobre toda a diareia mental que lhe assoberba a cabecinha, cimentado o poder do galfarro, numa população de papalvos, analfabetos e pelintras, engorda o folgazão sem dar cavaco a ninguém, uma paródia amigos uma grande paródia.

Em Santa Comba viveu-se um momento histórico, só visto nos tempos do PREC e do Verão Quente, de um lado a Revolução do outro a Reacção, toda esta estúrdia porque quase quarenta anos passados sobre morte do Ti Oliveira, quer parecer que estamos na mesma. O Oliveira foi aquilo que foi, recorra-se ao revisionismo histórico, tão ao gosto de uma direiteca sacrista e pindérica, ou ao diabolismo da figura por parte dos esquerdeirotes radicais, existem factos indesmentíveis, o Ti Oliveira era um prepotente, era um ditador, era uma cavalgadura, que estragou o possível bem que tenha feito, com o atraso que nos legou e aquela estúpida e quimérica guerra imperial, que tantos mortos e estropiados, deixou. O Ti Oliveira era portanto um valentíssimo sacana, quer se queira, quer não este é um facto.

Posto isto, as gentinhas de Santa Comba querem um museu ao homem, que o façam e que sejam felizes, isto é democracia, claro que depois de o fazerem terão de gramar com as possíveis manifestação de quem quiser dizer que o camarada era um atraso de vida. O interessante aqui é perceber, quão frágil é esta nossa democracia, que a tal revolçãozeca de Abril, foi atabalhoada e mal feita, para pouco serviu, porque, mudou o sistema mas deixou as cabeças iguais, perdão, piores!

Sugiro ao senhor Presidente da Câmara de Santa Comba que seja um homem de visão, aposte no turismo, faça lá o museu ao Oliveira mas faça também uma espécie de panteão dos bandalhos, uma sala para o Estaline, outra para o Hitler, outra para o Franco, seria interessante, tem imenso por onde escolher, Santa Comba iria ser conhecida no mundo como a capital mundial dos ditadores facínoras e bandalhos, atrairia assim grossos cabedais, dos estrangeiros visitantes, força senhor presidente esta é uma rica ideia. Olhe até pode fazer uma sala sobre a Inquisição, ah e o Bin Ladden, ficaria bem uma salinha, reproduzindo um qualquer ambiente esconso e cavernoso lá dos Afegões, força estou consigo! São homens de visão como este edil de Santa Comba, que fazem o mundo avançar e vós, pobres mentes obtusas vejam neste homem de visão vejam nesta população, o símbolo vivo de uma nova era, de um novo modelo de desenvolvimento sustentável, o modelo “Regresso ao Passado”. O Barão soube entretanto que M.J. Fox recusou o papel de Ti Oliveira num futuro filme de Manuel Oliveira, sobre o tema com o título provisório, “A Cadeira do Poder” porque afirmou e citamos – O senhor era uma meia leca!

Assim vai o Portugal, este paraíso terrenal, sem semelha de igual em quantos universos existam.

Um abraço, deste vosso amigo

Barão da Tróia

33 comentários:

Tita - Uma mulher, Um blog, algumas palavras disse...

Palavras para quê?É o país que temos.

Gostei da forma como escreveste

Beijinhos e boa semana

SA disse...

mas parece que o salazar esta na moda: ele e o programa na tv, ele e o livro da madrinha ele e a peça de teatro "férias grandes com salazar".
quanto ao portas e ao santana... tbém não estamos melhor servidos a nivel do governo.
deixai-os fazer alarido, portanto.

Diogo disse...

O Portas não teria mãos a medir num balneário público. É, sob todos os pontos de vista, um indivíduo execrável.

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Barão:

hummm... cheio de inspiração. Muito bom.
O autarca de Santa Comba é mais um da nossa praça que seria capaz de "beijar o diabo" desde que isso lhe rendesse uns votos para ir "ganhando a vidinha" á custa das cadeiras do poder.
Mas amigo Barão, vá lá e pergunte qual é a opinião dos representantes da igreja no local.
Vai ver que estão todos prontos para rezar uma missinha na inauguração do Museu ao "lacrau".

Um abraço,

pechanense disse...

Cada vez mais me convenço que o povo português só se sente bem/feliz quando vive sob a alçada de um ditador... é por essa razão que as sondagens "dão preferência a quem dão".

Ambos (o do passado e o do presente), têm o "S" como a primeira letra do seu nome e, além disto, têm também em comum uma "cadeira"

Os outros (o PP e o PSL)são só adereços deste "tragédia à portuguesa"

Um abraço!

isabel mendes ferreira disse...

palavras sábias!

de quem sabe olhar o país que somos e deixamos ser....!




P.S.


e eu é que agradeço. a constância da sua leitura.


Beijos.

O Micróbio II disse...

Perigosa ligação da democracia com rentabilidade... um museu em Santa Comba levará mais gente à terrinha: uns por devoção a tão real figura, outros por reacção a tão diabólica figura... quer uns quer outros deixarão alguns eurozitos nos restaurantes e tascas do burgo...

Casemiro dos Plásticos disse...

este país está uma farsa autentica

João Moutinho disse...

Olá Barão,
Espero puder voltar aos comentários neste blog após algumas partidas informáticas de que fui alvo.
Mas o Ti Oliveira era um fenómeno bem lusitano.
Não gostava de industrialização, universidades ou cidades.
Também não apreciava por aí além os militares.
Mas gostava da aldeia, das suas virtudes, e da D.ª Maria. E também do Eusébio, da Amália e da Fátima (não a de Felgueiras, que ainda estava para surgir)

deep disse...

Na falta de tempo para ler, deixo os votos de boa semana.

Anónimo disse...

Explicástes tim tim por tim tim a desgraça continuáda deste PORTUGAL.
A chegada dos dois (2)SEBASTIÕES não são nada DESEJÀDOS, já bastou a PORCARIA que arranjaram aos PORTUGUESES.
Quanto ao TIO OLIVEIRA, deixa lá o museu, o homem tem o penico aonde fazia as suas necessidades e precisa de um altar-mor.
Se contássem aos PORTUGUESES o que aconteceu depois do 25 de Abril pelos actuais e falecidos POLITICOS ai sim seria o BOM E BONITO.
touaqui42

Cucagaio disse...

Aquando da morte anunciada de diversas figuras, infelizmente ninguém se dá ao trabalho de as enterrar de vez, por isso é que de vez em quando, aparecem tipo zombies

Quintanilha disse...

Salazar atrasou e isolou Portugal várias décadas e é na sua quota parte, responsável pelo estado em que ainda o país se encontra.
Álvaro Cunhal tentou fazer o mesmo á sua maneira, mas ninguém o deixou.

lifeyes disse...

Se não fosse assim íamos rir de que país?!!! :P

Praia da Claridade disse...

Barão de Tróia, meu Caro Amigo Francisco Pereira:
Venho agradecer a mensagem de solidariedade deixada no meu blog em virtude de eu o ter suspendido no dia 9. Fiquei muito sensibilizado com o apoio que me foi dado por tantos Amigos e Amigas. A vida por vezes prega-nos partidas... e "vamos ao fundo"... Espero voltar brevemente para que o sol possa brilhar de novo na minha Praia da Claridade.
Um Abraço.
Filipe Freitas

Klatuu o embuçado disse...

É o que acontece em povos a quem já anestesiaram o hemorroidal!

Diabólica disse...

Não há muito mais que possa acrescentar.

Acho, que fizeste a descrição certa desta triste situação em que vivemos.

Uma descrição ,suficientemente, acutilante para todos pararem para pensar.

Excelente artigo. Parabéns!

Beijinhos.

Cristina disse...

Um bom fim de semana,
beijinhu

Eric Blair disse...

Pá, estou com o Piotr: cada um tem direito à sua sala de chuto.

_estrelinha_ disse...

ola migo so vim informar k podes cuscar a 3ºparte... espero k gostes...

beijinhos

bom fim de semana

sem-comentarios disse...

Parece que o Salazar agora passou a ser um herói nacional !
Depois desse louco encher os bolsos aos amigos e os cofres...e o povo viver numa miséria, oprimidos, etc.
Mais um optimo texto :)

Lumife disse...

II ENCONTRO DE BLOGS EM ALVITO


AOS 21 DE ABRIL DE 2007


ESTAMOS ELABORANDO O PROGRAMA


MARQUE JÁ NA SUA AGENDA!


MAIS NOTÍCIAS MUITO EM BREVE.

RCataluna disse...

Excelente texto!! Votos de um bom fim-de-semana!

TMara disse...

falas do regresso dos mortos-vivos.
Os fimlmes de terror emportugês nunca tiveram sucesso pq a realidade os transcende.
Bom f.s~
Bj
Luz e paz

_+*A Elite in Paris*+_ disse...

Coragem!!!

Enfim... disse...

tamos num pais de m-**** n vale a pena n andamos pa frente andamos sim para tras.Bjokas e bm fim semana

Caracolinha disse...

O que dizer a quem já diz tudo ??

Só deixar uma beijoca encaracolada, por ser minha ... :)

Lord of Erewhon disse...

Tive uma ideia... e que tal pedir-se à Igreja Católica para pendurar o esqueleto do Salazar na Capela dos Ossos?? :)

Dae-su Oh disse...

Portugal não se limita só a Lisboa ou Porto, e histórias como estas sucedem-se de maneira diferentes, pena que não hajam mais vozes a denunciá-las.

Lua disse...

Barão, tu és fantástico!

Só é pena seres monárquico!

Beijinho,

Luz Dourada disse...

Grande cronista!

Gostei mesmo.

Este país...

Dad disse...

Obrigada pelas tuas visitas.

É sempre um prazer ler-te e concordar contigo...

Um beijito,

125_azul disse...

MJFox a fazer de Ti Oliveira? Nem se eu cheirasse cola conseguia ter uma idéia tão brilhante! Beijinhos, feliz dia do Pai para ti e boa semana