sexta-feira, outubro 20, 2006

Sem Perdão

Tem para hoje anunciado o desfecho, um dos julgamentos mais mediáticos dos últimos tempos, a anedótica sucessão de acontecimentos que levou finalmente ao julgamento, fez com que eu tenha anteriormente escrito o seguinte”…estando eu em crer que provavelmente nunca este caso irá a julgamento, se o for porém fiquem certos de que os arguidos a julgar será meros títeres, cuja função será arcar com as culpas e desviar as atenções…” Escrevi esta opinião cerca de um ano e meio depois do desastre, pois o rocambolesco jogo do empurra denunciava o que se iria passar.
Passados que estão 5 anos e meio, hoje dia 20 de Outubro de 2006, será lido o acórdão do Tribunal em relação à prova produzida e deliberando da pena aplicar aos arguidos. Os arguidos, uma verdadeira brigada do reumático, tanto que a idade dos arguidos até foi utilizada como atenuante à aplicação da pena, quatro engenheiros da extinta JAE e dois técnicos de uma empresa privada, são pura e simplesmente os bobos da festa, são o cordeiro sacrificial de toda esta palhaçada.
O pouco respeito que ainda existia em mim pela Lei e pelos tribunais desapareceu hoje, a vergonhosa encenação a que este suposto Estado de Direito se prestou é duma baixeza inqualificável, teria sido melhor que a maquinação tivesse ficado esquecida quando um tal Sr. Juiz, decidiu arquivar o caso, teria sido melhor assim, todos ficaríamos com a sensação de que teria sido mais um caso de corrupção e manipulação da Justiça, mas pronto engoliríamos a história. Infelizmente ao reabrirem o caso para esta vergonhosa falta de respeito, pela memória de todos os que faleceram, pela Justiça e por todos nós é algo que eu não achava ser possível.
Portugal é um país podre, completamente podre, irremediavelmente podre. A facilidade com que se suja o nome daqueles cidadãos, que até concordo, devessem fazer parte do processo como co-arguidos, a facilidade com que se mancha o nome e honestidade dessas pessoas é arrepiante. Onde estão os outros, onde estão os políticos, os ministros o presidente de câmara, os directores de topo, os areeiros, os que licenciaram os areeiros, os que falharam as inspecções da ponte, os que não legislaram a tempo sobre a obrigatoriedade das inspecções e seu conteúdo onde está toda essa gente, bastante mais culpada, vergonhosamente mais culpada, impensadamente ausente.
É com profunda tristeza que vejo morrer a réstia de esperança que tinha em finalmente ver que a culpa em Portugal seria assumida, que existiria gente com honra neste país, infelizmente assim não será, este julgamento ficará para a história como uma vergonhosa encenação, que tão somente pretendeu esconder sob a capa da legalidade a culpa de uma série enorme de cobardes ineptos, que se acoitam sobre as cores partidárias e os lugares políticos de onde manobram as instituições deste país, este julgamento é a mais completa e ridícula encenação judicial que há memória, se exceptuarmos o processo dos Távoras.

Um abraço, deste vosso amigo
Barão da Tróia

22 comentários:

sandes-de-coirato disse...

O mais triste é que tamanha vergonha já não nos espanta. Passámos da falta de justiça para uma ilusão de justiça. Mais triste ainda é toda a gente embarcar nesse conto do vigário. O João Nabais (advogado das famílias) disse que tem que ser feita justiça para “pôr cobro a esta desgraçada tradição portuguesa de impunidade”. Tão mediático quanto cego, este senhor.
Vale mais irmos na versão da defesa que acha que aquilo tudo teve causas naturais. Especialmente se tivermos em conta a natural incompetência e desresponsabilização de quem está acima desses velhinhos que são hoje julgados.

Andreia do Flautim disse...

Agora a culpa é dos senhores que fizeram as pontes... :S

francis disse...

Até nisto, a normal anormalidade.
Um abraço!

pestinha_girl disse...

Paxei para lhe agradecer o comentario k deixou no meu blog e desejar um bom fim de semana apesar da chuvinha :D

Professorinha disse...

Eu não tenho nem um pouco de respeito pela justiça deste país. Logo, já nada me supreende...

Trequita disse...

concordo, já estou um bocado acostumada a que estas coisas terminem desta forma! Se nos lembrar-mos de Camarate e da Casa Pia também podemos antever fins idênticos!

Chanesco disse...

Como já ouvi a prepósito deste caso:
A culpa irá mais uma vez morrer solteira.

Saudações Raianas e bom fim de semana para Almeirim.

Maresi@ disse...

Sem duvida que o tema que abordas é muito polemico... A nossa justiça vai de mal a pior...assim como outros temas...desde a educação até á saude...
Gostei do teu blog...visito o assiduamente embora nem sempre comente.

Grata pela tua visita ao meu recanto

Beijo suave___maresi@

nene disse...

Infelizmente não fiquei surpreendida.
Há já muito tempo que deixei de acreditar na nossa justiça, porque também o sofri na pele.
Neste pais, a justiça é dos corruptos, quem mais mente é quem mais ganha.
Era bom que o senhor Jorge Coelho e seus demais amigos, viessem agora a público justificar que a culpa afinal em Portugal morre sempre solteira.
Um beijinho e um bom fim de semana!

cusca disse...

Não era nada que nós não esperassemos. Agora espera pelo o da casa pía, vai ser o mesmo !

Bj

Anónimo disse...

Bem dizia o que apresentou o seu cargo de Ministro, aculpa não morrerá solteira, e não éh mesmo que morreu solteira, nada se faz neste país e quando se chama á responsabilidade os chamádos maiorais, coitadinhos.touaqui

SA disse...

o teu texto esta sublime e muito bem pensado. gostei da expressão "cordeiro sacrificial"... e mais um caso de uma justiça que não se cansa em bater no fundo.

_estrelinha_ disse...

olá, hj em dia ja nao podmos dizer k estamos em crise uma vez k o governo ja nos "sacou" muito € ate agora, as dividas ja estao pagas e continuamos a ser "roubados". pois é eu em relaçao a este episodio fico sem palavras...

marujinha disse...

Olá Barão.
Creio que acabei de responder-te noutro blog. Devo andar almariada por causa das ondas, eheheh

És incisivo no que escreves. Concordo com o teu desabafo.

Jinhos da Marujinha

** sean paul** disse...

O John Terry todo bom jogador do Chelsea!!!!

Bjx

bom fim de semana

Kalinka disse...

Sem perdão - excelente título para a tua reclamação...
No entanto, a minha missão hoje é convidar-te para um lanche na minha sala de jantar; o tema é: Solidariedade para com os 2 meninos que logo no início da vida, precisam muito de todos nós.
Aceitas o convite?
Aparece.
Cá te espero.
Abraços.

tron disse...

o 25 do A foi fantochada da mais pura e esses assassinos deveriam de levar a pena capital, a poupulação de castelo de paiva jamais voltará a ser a mesma.

António Lisboa Gonçalves disse...

Já se adivinhava, infelizmente, que o desfecho seria este, uma vez que, os verdadeiros responsáveis nunca se sentaram nos bancos dos réus. Em portugal a culpa morre solteira, nem que para isso se utilizem todos os subterfúgios possiveis (leia-se cunhas, influências, etc,) para que o braço cada vez mais esclerosado da Lei, não os atinja. E acredito que durmam muito descansados, com tantas mortes na consciência, tal a falta de nível.
Pobre país este!
Um abraço

Nunovsky disse...

E o julgamento deu em nada. Mas o pior e o mais grave é que ninguém fica supreendido. Eu não estou.
Acho que enquanto não existir uma revolução sanguinária em Portugal, o país não vai avançar ao ritmo dos outros. Pelo contrário, quase que regride.

Abraço

chuvamiuda disse...

.....idem idem, aspas aspas.........


Abraço e boa semana

Bandida disse...

Culpas, e culpas e mais culpas... e os verdadeiros culpados???...

_________________

Ai, Portugal!
__________

xicoxperto disse...

Só os corruptos absolvidos, só os responsáveis por calamidades que ficam impunes, podem acreditar na justiça.
Este país é uma merda. Esta justiça é uma palhaçada. Esta gente merecia ser enterrada viva, numa praia em baixa-mar, só com a cabeça de fora.
É por um nojo de país como este que andam os parolos embrulhados na bandeira, felizes porque se ganham umas partidas de futebol, enquanto a memória dos inocentes que morreram é ultrajada numa palhaçada a que chamam julgamento.
Boa semana.