segunda-feira, setembro 20, 2010

Efeito Sarkozy

A atitude do governo Francês de recambiar a ciganada romena lá para a terra deles, despoletou uma crise institucional no seio da Europa, que poderá finalmente provocar uma discussão séria sobre essa rapaziada.
Os franceses, e muito bem, cansados de mais uma vaga de desocupados profissionais, de ladrões, de assassinos e vigaristas subsídio dependentes, decidiram recambia-los de volta para o seu país, se é que a Roménia é o seu país. A Europa que tem sido tão célere e determinada a combater a exclusão por esse mundo fora, evita há décadas a resolução desta situação que não interessa a ninguém, que é a questão do povo cigano.
Os ciganos são originários do norte da Índia, tendo sido expulsos de lá por causa de guerras étnicas, começaram a migrar lentamente para Oeste, chegam à Roménia por volta do ano 1000 D.C. A Portugal aportaram por volta de 1400, a sua particular visão do mundo, avessos ao trabalho, nomadismo e atitude racista para com todos os não ciganos, fez com que fossem perseguidos ao longo dos anos.
Esta etnia fez abalar algumas estruturas da Europa, que não sabe o que fazer a gente que nem se governa nem se deixa governar, temo bem que a longo prazo, assistamos a desacatos graves na Europa, e que esta gente vá provar do mesmo remédio que tem usado para aterrorizar as pessoas dos locais onde estão instalados. A ver vamos se futuramente não estaremos perante um levantamento popular que dará lugar a massacres e outras más situações.
Entre a eterna dicotomia da esquerda, apologista da protecção a todo o tipo de ralé e da direita, apostada em cortar cegamente a direito, quem sai duplamente prejudicado é o cidadão honesto que trabalha e paga os seus impostos, está entre a espada e a parede, espoliado por ambos os bandos de sevandijas, o cidadão trabalhador que alimenta com os seus impostos e trabalho esta corja, está refém da ditadura consentida das minorias, abandonado por todos deixado à sua sorte, sem poder reagir conforme.
Alheados dos povos que governam, os politiqueiros europeus, condenam a França, pelo envio dos ciganos para a terra deles, alheios a que essa atitude colhe largos e amplos aplausos por entre a maioria das populações dos diversos países, que fartos de serem roubados, assassinados e vilipendiados por esta corja, estão a atingir o limite.
Pessoalmente só posso concordar com Sarkozy, e com pesar ver que apesar de fazer falta, em Portugal não há nenhum Sarkozy, alguém com eles no sítio que de forma civilizada diga basta às sanguessugas subsídio dependentes, porque se ninguém o fizer de um modo civilizado estou em crer que um destes dias, a coisa dará para o torto, porque tal como eu anda muita gente farta desta gentalha toda.

Um abraço deste vosso amigo
Barão da Tróia

1 comentário:

astroquack disse...

Ò Sr. Barão, o cidadão honesto que paga os seus impostos não é mais que um escravo que abdica dos seus direitos e liberdades para servir o seu "superior", o seu xulo, e que tem inveja de quem não o quer fazer, ou seja, os ciganos. O sr. devia reflectir sobre a sua própria condição humana...