quarta-feira, maio 06, 2009

País de Imbecis!

Segundo dados da famosa Comissão de Protecção de Menores, no ano passado, 66654 crianças foram alvo de inspecção e ou intervenção por parte desta entidade, absurdo e monstruoso este número, absurdo porque no meio daqueles 66 mil casos, muitos não passam de excesso de zelo, outros de erro crasso, absurdo porque faltam lá os milhares de casos escondidos encapotados e étnicos, sim porque as crianças de certas etnias andam todo o dia ao Deus dará a roubar e fazer cretinices e ninguém os tira aos paizinhos imbecis.
Monstruoso, porque revelador do tipo de pais que existe nesta sociedade, de pais e de governantes. Porque não ouviu absolutamente comentário nenhum a esta tragédia, da esquerda à direita a preocupação é a possibilidade de um novo Bloco Central, o que demonstra que os partidos e os políticos que temos são uma sacada de ineptos, de inúteis que para pouco servem, excepto claro está embolsar lautas reformazitas e papar jantaradas à borla.
Por outro lado em termos de Segurança Infantil, estamos classificados em 17º no meio de 18 países da Europa, ou seja somos o buraco do ânus da Europa, mais uma vez campeões da imbecilidade, em 2006, 130 crianças morreram em acidentes vários, por culpa essencialmente dos pais, mas também por negligências legislativas e incúria de autoridades e governantes.
Estes homicídios, revelam que somos um país de ineptos, de cretinos e de imbecis, que continuamos a tratar as nossas crianças de forma cruel e sem pudor, pois a fazer fé no mesmo estudo que nos coloca em tão honroso lugar, por cada falecimento podemos contar com 160 crianças internadas com lesões de vários graus e com 2000 crianças observadas em centros de saúde e hospitais, ou seja 280 mil crianças sofrem acidentes perfeitamente evitáveis.
O uso das cadeiras continua ser letra morta, as coimas são irrisórias, basta estar uns minutos na rua na hora da entrada para as escolas, que é ver o disparate a avolumar, crianças sem cinto, sem cadeira, três amontoadas no lugar de uma, fechadas na caixa do carro comercial, de bicicleta sem capacete, de motorizada escarranchadas onde caibam, qual capacetes qual nada.
Nas ruas aqui do burgo, velocidades de arrasar qualquer autódromo e parvos ao volante, peões sem regras, condutores igual. Resultado volta e meia tragédia. Por essa e por outras que somos um pais de imbecis, onde desponta o rebotalho e a escumalha, onde cada vez se vive pior, não graças a crises e cataclismos, mas graças a nós os seus habitantes que somos a pior das doenças desta terra.
Visitem o site da APSI, fiquem a saber mais sobre a problemática da Segurança Infantil, não sejam mais um entre muitos imbecis, vamos fazer uma campanha pela erradicação da imbecilidade na sociedade portuguesa.

Um abraço, deste vosso amigo
Barão da Tróia

1 comentário:

Trequita disse...

Muito bem, gostei do teor do post.
No meu dia-a-dia lido com vários casos de crianças com problemas essencialmente causados pela família onde estão inseridos... só este ano já participei 3 casos à assistente social da escola e à comissão de protecção de menores... dá trabalho e implica o nosso envolvimento directo mas talvez o futuro destas crianças seja um pouco mais sorridente.