segunda-feira, outubro 08, 2007

(In)Justiça

Sua Excelência o Sr. Presidente da República a propósito do novo Código Penal, disse, cito de memória, …não percebo as críticas, devemos esperar para ver o efeito que produz…

Concordo em parte com Sua Excelência o Sr. Presidente da República, tenho de deixar de fumar, o Ventil anda a provocar-me efeitos secundários terríveis, onde já se viu, eu a concordar com Sua Excelência o Sr. Presidente da República, estou mesmo a ficar marreta, mas andando.

Então vamos esperar pelos resultados! A julgar pelos resultados iniciais, a coisa promete. Não discuto o código, não sou jurista não percebo porra nenhuma daquilo, assim como assim parece que eles também não. Mas questiono-me de uma perspectiva que deveria preocupar os senhores do poder, os juristas e toda a maralha que enche o bolso à volta dessa coisa chamada Justiça. Questiono-me da perspectiva do cidadão de bom senso, que vê os predadores de crianças a sair airosos sem mais aquela, onde os direitos dos pobres infelizes que foram vítimas desse tipo de lixo humano, ficam completamente a mercê do acaso, questiono-me na perspectiva do pagante de impostos, a quem a Constituição e os demais códigos garantem tudo e mais alguma coisa e pouco fazem cumprir e que vê dinheiro dos seus impostos esbanjado por esta caterva de indigentes intelectuais que assoberba o poder, questiono-me na perspectiva da pessoa a quem roubam vinte euros e o tribunal arquiva o processo, ninguém pergunta é se tenho mais dinheiro, se aqueles não seriam os meus únicos proventos, questiono-me na perspectiva de quem é esburgado, de quem vê o seu lar devassado, a sua intimidade violada, a quem o tribunal dá razão mas não condena ninguém, questiono-me na perspectiva de quem é agredido por escumalha intocável a quem nada acontece, questiono-me na perspectiva de quem vive em medo permanente.

Começando pelo princípio, em Portugal não há Justiça! Em Portugal a Justiça é uma mentira! Creio que esse facto é inegável. - Olha lá o Barão, as prisões estão cheias! – Sim, mas nem sequer albergam metade dos que deviam lá estar, nem os que lá estão ficam lá metade do tempo que deveriam lá ficar, deixo já claro que isso do princípio regenerador da pena e toda essa lenga-lenga lamechas de recuperação e reinserção, a mim não me convence, não digo porém que não se deva tentar, mas não nestes moldes, deverá ser feito de modo sério.

A pena deve servir para punir, pois também não acredito no modelo do exemplo, a pena como método de impedir novos crimes através do medo de ir preso, isso é treta, conheço demasiado bem o género humano e isso é mentira, ainda assim, acredito que numa ínfima percentagem isso seja verdadeiro, para além de punir a pena deve servir para manter afastados os elementos podres da sociedade, é preciso gente nos governos que tenha a decência, a coragem e a sensatez de declarar que pura e simplesmente existem pessoas que não prestam, independentemente de todos os subsídios, rendimentos, ajudas, campanhas solidárias, projectos imbecis e demais cretinices que nos últimos 30, repito trinta anos foram, são e serão levados a cabo, e ponto final, porque isso é uma verdade que constatamos todos os dias, esqueçam lá as amnistias e essas tangas e punam de verdade esses bandalhos.

No meu simples modo de labrego campesino, habituado há gerações a ser rapinado por todos, acho extraordinário que a ênfase de todos os códigos legais deste país esteja na protecção da escumalha, não da vítima, alias pelos discursos dá a sensação de que a vitima é malvada porque estava ali em casa aquela hora ou porque passou naquela rua depois das cinco da tarde, eu até percebo, os códigos legais estão feitos para salvar os amigos e os compadres, o dianho é que como as leis ao que me parece são de aplicação geral, a escumalha acaba por beneficiar e para não variar quem é que apanha por tabela, pois claro todos aqueles cidadãos cumpridores que alimentam e engordam a escumalha dirigente e a escumalha da ladroagem.

Solução para isto, politicas sociais com pés e cabeça, reforma dos sistema político e do modelo desta república de bananas, agravamento de penas, mudar completamente os códigos, defender quem merece defesa e combater a escumalha, em último caso emigrar fugir daqui a sete pés, poderia dizer para cada um de nós pegarmos na canhota e rebentar a tiro todos esses ninhos de ratos, mas isso seria incitar à violência o que é crime e ainda me vinham prender, pois sou um cidadão extremamente perigoso, tão-somente porque penso e não licito em leiloeiras de carneirada, a violência só gera mais violência, ainda que por vezes fico tentado, garanto-vos que fico!

Um abraço, deste vosso amigo

Barão da Tróia

22 comentários:

Eric Blair disse...

Passa lá no meu quiosque que tenho algo para ti.
Hasta.

Rui Caetano disse...

Tudo lindos discursos, mas na prática é o que se vê.

Odele Souza disse...

Barão,
Muito obrigada pela visita e comentário deixado no blog de Flavia. Vi que você linkou o blog dela e por isso também te agradeço.
Concordo com você que em Portugal os problemas da Justiça são parecidos aos do Brasil. Tenho conhecimento do caso dos meninos portugueses que também foram vítimas de acidente com ralo de piscina e como no Brasil, a Justiça de Portugal também se arrasta lenta e com isso vai beneficiando os responsáveis por acidentes tão graves. É uma situação revoltante e mesmo desumana aí e aquí. O mínimo que se tem a fazer é protestar, se indignar e denunciar esse desrespeito, esse descaso, esse abandono por parte da lei.

Gostei de seu blog.
Um abraço.

♥≈Nღdir≈♥ disse...

....oooO
....(....)... Oooo
.....)../. ...(....)
....(_/.......)../
..............(_/
....oooO
....(....)... Oooo
.....)../. ...(....)
....(_/.......)../
..............(_/
...... Passei por aqui
••. ¸.♥ Beijos ♥ ¸.•

125_azul disse...

Pelo menos, querido Barão, tens a frontalidade de dizer que não percebes porra nenhuma daquilo. Suspeito que eles também não, mas não têm a tua honestidade... Beijinhos

Lumife disse...

Quem fala ...(escreve )assim não é gago...

Estamos a ser um laboratório de experiências para os novos políticos...



Um abraço

Francis disse...

Como sempre, deixas pouco espaço de manobra aos comentadores :-)

Mas... Gostei do sarcasmo do Ventil. Eu também concordo com o Cavaco. Aliás, penso que um gajo dar um tiro nos cornos pode até nem ser mau. experimentemos primeiro e só depois tiraremos as conclusões! :-)))

Não incites à violência, senão qq dia tens a Policia à porta. Tal como o Sindicato de professores do Centro que marcou uma manifestação contra o senhor 1º Ministro e apareceu-lhes a PIDE na Sede para uma "Inspecção de rotina".
Tás a ver o filme ou acreditas em coincidências?

Et voilá, tudo está bem quando acaba bem.

Não me importo de repetir: O grande erro foi cometido há 33 anos quando se fez uma Revolução e se pouparam munições.

Ops... não digo mais!

♥≈Nღdir≈♥ disse...

Blog nomeado na minha «corrente de amizade»no Feelings na próxima publicação do 10 de Out. Conto com a presença, é um agradecimento singelo pelo apoio que me dispensaram num momento frágil de saúde.
Entretanto, deixo muitos ♡  ♥Beijos    ♡    ♥Beijos      ♡       ♥Beijos

♥Beijos    ♡      ♥Beijos       ♡   ♥Beijos ♡   


         ♡    ♥Beijos   ♡      ♥Beijos    ♡  

Klatuu o embuçado disse...

Penso que Cavaco Silva talvez venha a superar Ramalho Eanes... e passar à História como o pior Presidente pós-25 de Abril.

Abraço.

Joana Dalila Santos disse...

Toca a aprovar medidas e... a esperar para ver no que dá! Foi sem dúvida um comentário muito inteligente!

SA disse...

quem é o jorge arbusto? agora n estou a ver.
bjo
sa

Isabel-F. disse...

"...
Começando pelo princípio, em Portugal não há Justiça! Em Portugal a Justiça é uma mentira! Creio que esse facto é inegável.
..."

esta é a nossa triste realidade.

mais um belo texto teu, que retrata bem (infelizmente) o País em que vivemos ... e que é o nosso...


bjs

Andreia do Flautim disse...

Concordo contigo!

Vitor Figueiredo disse...

Também não percebo nada de justiça.
Abraço

Violeto disse...

Barão, na generalidade até concordo contigo. Contudo, da minha observação do quotidiano dos meus próximos, reparo que se lá chegássemos fariamos como, ou pior que eles. E esta ideia martelada a picareta no meu cérebro, deixa-me profundamente triste e sem esperança...

Odysseus disse...

És como eu, o meu bom senso também não consegue entender, como certas pessoas são postas em liberdade.

Blossom disse...

Bom fim de semana Barão!

Fica bem

padeiradealjubarrota disse...

Já tudo é natural: o aberrante, o sórdido, a escumalha, a ignóbil e Injustiça'da nossa Justiça.Estamos sinceramente fartos.
Fartos de sacrificios, todos eles à custa e sempre dos mesmos, enquanto outros se vangloriam.
Para quando uma vida melhor neste país eternamente adiado?...

Alien David Sousa disse...

Barão, tu de Labrego não tens nada.

Copiei esta frase:

"roubam vinte euros e o tribunal arquiva o processo, ninguém pergunta é se tenho mais dinheiro, se aqueles não seriam os meus únicos proventos,"


È aqui que coneçamos a ser ignorados a favor do criminoso.

Concordo com o que escreveste. As prisões foram feitas para manter nelas elementos que não sabem viver em sociedade. Se estão cheias cabe ao estado tratar de resolver este problema. Agora , este sistema, por favor é andar a brincar connosco.

Saudações alienígenas & kiss

Professorinha disse...

Isto lembra-me aquela senhora que disse: se estivessemos à espera das condições, nunca faríamos nada...

E é assim que anda o país. Fazemos a porcaria de não pensamos em mais nada... Só em dizer: isto foi feito!

♥≈Nღdir≈♥ disse...

Justiça??? Onde???
Não me digas que passou por aqui!!!
Ah que tempos que não a vejo!!!
Beijos

日月神教-任我行 disse...

AV,無碼,a片免費看,自拍貼圖,伊莉,微風論壇,成人聊天室,成人電影,成人文學,成人貼圖區,成人網站,一葉情貼圖片區,色情漫畫,言情小說,情色論壇,臺灣情色網,色情影片,色情,成人影城,080視訊聊天室,a片,A漫,h漫,麗的色遊戲,同志色教館,AV女優,SEX,咆哮小老鼠,85cc免費影片,正妹牆,ut聊天室,豆豆聊天室,聊天室,情色小說,aio,成人,微風成人,做愛,成人貼圖,18成人,嘟嘟成人網,aio交友愛情館,情色文學,色情小說,色情網站,情色,A片下載,嘟嘟情人色網,成人影片,成人圖片,成人文章,成人小說,成人漫畫,視訊聊天室,a片,線上遊戲,色情遊戲,日本a片,性愛