sexta-feira, junho 08, 2007

Simplex Deles – A Novela da Vida Real - Episódio Quinto e Último

(...continuação...) - Ainda bem que nunca pedem a formação académica e bendita hora que o Sr. Professor Engenheiro Ministro, teve a brilhante ideia de colocar como condição primeira para alcançar cargos de Direcção experiência e não o saber académico. – Pensava para consigo Belmiro, pois assim como assim, nunca havia passado do 11º Ano, incompleto alias, isto porque se juntara precocemente à juventude partidária do Partido, colara cartazes, claro que tivera empregos, uns tachitos que o pai sempre lhe arranjara, na câmara, na junta dos municípios, no governo civil, depois fora nomeado adjunto do pai, depois secretário do líder da concelhia da juventude do Partido, depois adjunto do secretário-geral da juventude, depois passara para o parlamento, Resultando daí que nunca fizera um só minuto de trabalho na vida, a sua experiência resumia-se a papar almoços e jantares, beberetes e inaugurações, visitar feiras e mercados, lares e infantários, distribuir bandeirinhas aventais esacos de plástico dos chineses, assistir a reuniões onde se agitam sempre muitos papéis e se grita à vez “Muito Bem” e “Apoiado”, para além disso sabia colar cartazes e falar horas a fio sem dizer nada de relevante, tinha pois a experiência necessária para gerir uma entidade pública e os fundos do erário público.

- Olhe Doutor! – Dizia Belmiro. – Estou indeciso, ajude-me lá, por favor, não consigo decidir-me, o Administrador Presidente parece-me bem mas o Director de Saúde também, porque nunca fiz nada ligado à saúde e queria ver como é andar a visitar clínicas e tal, talvez até me ofereçam um estetoscópio, além disso a minha esposa anda com a ideia de aumentar os seios e vinha a calhar arranjar um local seguro para fazer isso e se a coisa fosse a título de doação, melhor seria. Diga-me lá o que é que isso envolve.

- Caro Doutor, o meu amigo ficará como director Regional, tem preferência pela Região? – Sim Região Norte, sempre dá para visitar o Douro, e as ajudas de custo daqui da capital para lá são maiores. – Declarou Sorna.

- Então está feito, amanhã o Ministro já assina o Despacho e segunda-feira o meu caro Doutor pode tomar posse, tem direito a gabinete, a secretária, a 6 assessores mais 12 assessores adjuntos, carro topo gama com motorista, telemóvel, cartão de crédito, ajudas de custo, caso queira remodelar o gabinete avise-me porque foi remodelado à 5 semanas pelo seu predecessor que assim transita para a administração do Grupo de Administração dos Lubrificantes e Petróleos, porque estão lá uns cadeirões, que a minha esposa quer.

- Sorrindo Belmiro Sorna estendeu a mão ao Alfarroba dizendo. – Muito obrigado caro Doutor terça-feira os cadeirões estarão em sua casa, cumprimentos à senhora sua esposa, muito obrigado. – E saiu.

Cá fora, soerguera o sobrolho, compusera as farripas empastadas em gel e regozijado consigo próprio, soltara um traque, sentia-se um novo homem, segunda-feira seria um novo Sorna que entraria na cúpula dirigente da Administração Pública.

Fim

Um abraço deste vosso amigo

Barão da Tróia

12 comentários:

Diogo disse...

Meu caro, você tem jeito para escrever. Já pensou em publicar alguma coisa?

Abraço

Praia da Claridade disse...

Meu caro Amigo Barão de Troia:
Muitas novelas da Vida Real, bastante interessantes neste país de políticas, por vezes, muito "esquisitas"...
Um Abraço e bom fim de semana.
Filipe

Kanoff disse...

The year's at the spring,
And day's at the morn;
Morning's at seven;
The hill-side's dew-pearl'd;
The lark's on the wing;
The snail's on the thorn;
God's in His heaven-
All's right with the world!

RCataluna disse...

Muito bom!!!

Abraço e bom fim-de-semana!

SoNosCredita disse...

só pa dizer um "olá"!

antonio disse...

Epá! O Belmiro Sorna foi enganado! E o subsídio de almoço?

Eric Blair disse...

he he. Daqui a algum tempo fazes um remake

Odysseus disse...

O meu pai disse quando tinha 14 anos, milita no partido e ajuda, um dia arranjas trabalho com isso. Hoje percebo que tinha razão, não é que concorde com aquilo, mas a sua ironia antevia o a continuação de o Portugal de hoje.

As cores da vida disse...

.. ;)*

agua_quente disse...

Estive a ler este "novela" e fartei-me de rir. Tens um humor terrivelmente cáustico.
Beijos

pé descalço disse...

Barão da Tróia II

Passei aqui por acaso
mas gostei de ler as sequelas
do Poder Real deste país!!!
Afinal não é assim que as coisas se passam!
Resta saber até quando
até quando consentiremos este estado de coisas?

Um abraço

Jade disse...

Li agora os episódios que me faltavam e realmente acho que tens muito jeito para isto. Está muito bom! Parabéns!