terça-feira, junho 05, 2007

Simplex Deles – A Novela da Vida Real - Episódio Segundo

(...continuação...) - Bateu à porta. – Entre! – Com licença senhor doutor. – Retorquira Ladislau, enquanto num relance, olhara em volta; a uma magnífica secretária antiga de madeira maciça sentava-se um homem de meia-idade, à sua frente uma placa dizia “Sr. Professor, Doutor, Engenheiro Arménio Alfarroba”, na parede do fundo, fotografias várias, concerteza retratando fases importantes da carreira do Alfarroba, com poses mais ou menos ridiculas os olhos porcinos e o bigode manhoso do Alfarroba rebrilhavam por baixo do capachinho, enquanto grossos novelos de sudação reflectiam o flash da máquina fotográfica mostrando o Alfarroba de junto, com gente importante; Alfarroba com o Ministro, Alfarroba com a mulher do Ministro, Alfarroba com o cão do Ministro, Alfarroba com o secretário do Ministro e por aí adiante.

- Ora sente-se, faça favor, então vem candidatar-se a um lugar aqui na administração, não é verdade!

- Assim é senhor Doutor. – Redarguiu Ladislau a medo. – O outro puxara de uma caneta de tinta permanente dourada e um impresso cheio de perguntas e quadradinhos para preencher.

– Então qual é a sua formação académica.

– Ladislau, entrega o diploma da Licenciatura, o da pós-graduação, o diploma dos dois Mestrados e do Doutoramento, as acções de formação e seminários bem como o certificado das TIC’s. – Saiba o senhor Doutor que também tenho um MBA de Cornel mas que esqueci, posso entregar depois? - Pergunta Ladislau a medo, pois nunca se sabe como respondem estas criaturas quando estão acossadas e tão cheias de si mesmas que não reparam nos outros.

- Ora, esqueça isso, caro amigo, isso das estrangeirices não nos interessa. – Declarou Alfarroba, que para além do Português com sotaque de Alfama, não conseguira nunca atinar com qualquer outro idioma, alias o facto de só ter o 9º ano incompleto, também não facilitava, mas isso era outra história.

- Pois muito bem senhor Lorpa, estive a analisar a sua candidatura ao lugar de Técnico Autopropulsado de Análise e Recolha de Resíduos, e deparei-me aqui com uma lacuna, que é a falta de conhecimentos de Direito Comunitário da Legislação sobre Resíduos Nucleares e Sistemas de Filtragem de Protões, pois, pois, isto é que temos de ver.

(Continua amanhã com o próximo episódio)

Um abraço, deste vosso amigo
Barão da Tróia

6 comentários:

Isabel-F. disse...

Adorei ambos os episódios ...

bem interessante esta novela ...

bj

Diogo disse...

Ainda bem que Sócrates aposta a fundo na formação.

antónio paiva disse...

....................

Amigo Barão,

o que eu tenho andado a perder, estas tuas "postas" que só hoje consegui ler

direi apenas:

genial, fantástico!!!!

Grato pelo apoio.

.................

Um abraço

RCataluna disse...

Isto sim é uma novela!!!!!

Abraço!

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Barão:

Pois, mas... quem pára um pouco para pensar e ver que este planeta maravilhoso está a pedir a ajuda de todos?

Um abraço,

Jade disse...

E agora entra um Alfarroba...
Está muito boa!