segunda-feira, junho 25, 2007

Não os entendo!

Cada vez que vejo uma nova e salvadora medida governamental, propalada aos quatro ventos como a mãe de todas as medidas, como bálsamo da salvação, mais me convenço de que a minha teoria está certa. A minha teoria baseia-se numa equação simples, que envolve governantes, sanitas, e ideias latrinárias.

A reforma das forças policiais afinal não passa de mais uma dessas cretinices, as propostas que estão em discussão pouco acrescentam ao actual disparate, que rege as polícias, exemplo disso é a medida que o Governo apresenta como emblemática dessa reforma. A GNR deixara de ser comandada por um Tenente-general, (general de 3 estrelas) e passará a ser comandada por um General (4 estrelas), equivalente a um Corpo de Exercito ou a um Ramo de Forças Armadas, esta é a grande medida para a GNR, para além da extinção de mais postos da PSP e substituição dos mesmos por postos territoriais da GNR.

Então é isto a reforma? Ora vão às malvas! Na prática cria-se mais um organigrama de tacho, sim porque a manutenção da GNR sob a alçada militar é uma questão de tacho, a GNR serve para absorver os oficiais generais inúteis, oriundos do Exercito, gajos que percebem tanto de doutrina policial como eu de física quântica.

Ainda hão-de de tentar explicar o porquê da GNR continuar a ser regida pela norma militar, a ter uma doutrina de comando, de treino e de actuação militar, quando o seu trabalho é de policiamento civil, qual o porquê dessa situação, será que os governantes querem ter na GNR a sua guarda pretoriana, aquela que “morre mas não se rende”, que estará sempre à mão quando as outras forças estiverem por algum motivo indisponíveis.

E depois faz algum sentido mudar ou alegadamente reformar as polícias quando a Justiça fica no buraco em que está, mais a sacrossanta Constituição velha e bolorenta que já ninguém respeita, excepto quando se quer infernizar a vida de algum adversário político. Portanto, estou em crer que esta reforma, ao contrário do que disse o anterior ministro da pasta, actual candidato à Câmara de Lisboa, o que se pretende é mesmo, fazer alguma coisa para que tudo fique na mesma.

Um abraço, deste vosso amigo

Barão da Tróia

27 comentários:

Joana Dalila Santos disse...

haja esperança que não fique tudo na mesma..

Francis disse...

Desta vez não concordo contigo. Acho que mudar o comando da GNR dum General de 3 estrels para um de 4 estrelas, faz toda a diferença!!! O general de 4 estrelas sabe mais e é mais esperto que o de 3 (por alguma razão tem 1 estrela à maior). Por outro lado, quanto maior for o numero de estrelas mais impressionante se torna (a não ser, claro, quando as mesmas se vêem pelo telhado duma casa - Neste caso a situação é inversa).
Resumindo, está certo e se pudesse ser um General de 5 estrelas, então ainda seria melhor!
Um abraço!

Utzi disse...

Um beijinho e boa semana :)

Rosario Andrade disse...

Bom dia barao!
... pois. As reformas interessam a alguns, com toda a certeza! nao necessariamente a maioria, claro!

Bjicos

Andreia do Flautim disse...

Não percebo nada disso das estrelas... perguntar ao meu mano que é cadete da GNR...

RCataluna disse...

Este governo Sócrates faz lembrar uma espécie de Guterrismo musculado, com voz grossa. Mas na prática é igual - mudar para ficar tudo na mesma...

Abraço!

Anónimo disse...

eheheheheheh, um de quatro ou um de tres ou mesmo um de cinco e a GNR continua na mesma, o que conta é o VENCIMENTO.
Áh e claro a REFORMA.
Claro que vai ficar tudo na mesma.
Devagarinho devagarinho este GOVERNO/PS está metendo nos lugares chaves os TAPAS BURACOS para que no amanhã as FORÇAS ARMADAS não possam meter a cabeça fora do penico.
Veja-se o caso dos SARGENTOS......
touaqui42

Z disse...

É... baralha e volta a dar!
Abraços
Leitor atento (pouco assíduo, mas atento!)

Capitão Merda disse...

Barão:
Não vê que os gajos desconhecem o significado da palavra "reforma"?
Só pode!

Diogo disse...

«o que se pretende é mesmo, fazer alguma coisa para que tudo fique na mesma»

Penso que não. Sócrates, nos seus devaneios totalitários, deve andar a pensar vir a precisar de uma guarda pretoriana. Está no fundo a defender a retaguarda (que escancara aos mais íntimos).

Cucagaio disse...

Que reforma quando os policias tem medo de usar as armas em serviço, seja por não saberem se elas funcionam, seja por medo das consequências por a usarem. Que reforma, quando andam mal equipados, falta viaturas capazes de acompanhar os malfeitores, falta coletes de protecção, falta bom senso e educação na comunicação com as pessoas. Etc, etc., Ainda temos de esperar pela tão necessária reforma das forças policiais.

Diabólica disse...

Aquilo a que chamam "Reformas", são como mto bem disses-te mais tachos para os familiares e amigos.

Continuam a passar-nos atestados de estupidez constantes.

Já mete noijo.

Acho que está mais do q na hora de haver uma revolução civil, mas neste país de brandos costumes, diz-se mto mas n se faz nada.

Por isso, é q esta gente continua no poleiro, a fazer o q lhe dá na real gana!

P.S- Gostaria, se possível, que passe-se no meu blog, tenho um novo artigo e gostava de recolher o máximo de opiniões possíveis sobre o que escrevi.

Bjs

foryou disse...

Eu espero que não fique tudo na mesma e alguma coisa mude, pelo menos alguma coisa!

Mas que esta frase está demais, ai isso está! :) "excepto quando se quer infernizar a vida de algum adversário político"

IsaMar disse...

não fica tudo na mesma: é que mudam para estragar mais a vida a um gajo e beneficiar os poleiros deles. Essa é que é essa e o povo fica sempre tramado e calado!!

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Barão:

É minha convicção de que há muito já deveria ter havido uma fusão entre a PSP e a GNR.
No actual estado democrático já não faz sentido este tipo de separação.
O problema é o de sempre... os interesses corporativistas de cada uma delas.
Mas é exactamente a esses interesses que nada interessam ao povo que o Sócrates tem dado "combate".
Por vezes as "resistências" têm que ser avaliadas.

Um abraço,

Jade disse...

Não percebo nada da dinâmica das forças policiais, mas de acordo com a tua perspectiva, não faz, de facto, muito sentido!
Fica bem!

Ruby Sackville-Baggins disse...

Eu não acredito na política, não porque quem faz os "conceitos" são as pessoas e o "conceito" de política está muito "abandalhado" um pouco por todo o lado. A política confunde-se com o futebol! Tudo o mesmo.

É por isso que eu já decidi. Toda a minha vida, quando finalmente estiver apta para votar, votarei em branco.

Obrigada pela tua visita. Ainda bem que gostaste. É a opinião de pessoas como tu, como o Z e como mais meia dúzia de pessoas que realmente valem para mim.

:)

Casemiro dos Plásticos disse...

é o país que temos, enfim...

Isabel-F. disse...

realmente .... tens toda a razão...

mais uma palhaçada do nosso governo

bj

Bartolomeu Quintanilha disse...

Com tantos tachos este pais mais parece uma cozinha.Só mudam os cozinheiros (leia-se governantes)de vez quando.

Não deixes de visitar: http://ositiocerto.blogspot.com/

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

beijinhos e bom fim de semana

missixty disse...

Eu quero la´saber das estrelas, não quero é ir lá parar. Dizem que isso pode vir a acontecer com o deslocamento de funcionários de ministério, para ministério!Não quero ser " uma gorda da GNR", ehehehe! Lembras-te desta música da banda nortenha "GNR"???

SA disse...

e so mais uma medida para deitar areia aos olhos do povo, este governo é perito nisso, operações de maquilhagem da "coisa"

Klatuu o embuçado disse...

Já viste estes merdosos legislar algo em que houvesse um pingo de inteligência???
... Espero que o «Zé» se esforce por ser inteligente nas Eleições... nestas e nas próximas!

Abraço.

Anónimo disse...

COM A MUDANÇA DO MINISTRO,TENHO A CONVICÇÃO, QUE O GENERAIS DO EXERCITO JÁ DERAM A VOLTA AO ACTUAL MINISTRO.
SE HAVIA ALGUMA IDEIA REFORMISTA A MESMA FOI COM O "COSTA", ACABOU-SE A REFORMA VOLTOU TUDO AO MESMO MARASMO.
CHEGAM À GNR INVIDUOS MEDIOCRES E HABITUADOS A COMANDAR PEQUENAS QUINTAS NO EXERCITO, QUANDO LHE ENTREGAM A SEGURANÇA DE 1/4 DO PAÍS, COMANDAM COM TRÊS PALAVRAS VÃS " CONCORDO, PROCEDA EM CONFORMIDADE". O COMANDO DOS OFICIAS GENERAIS DA GUARDA RESUME-SE A ISTO, POIS EM QUESTÕES DE SEGURANÇA SÃO UMA NULIDADE...

Su@vissima disse...

Essa treta das estrelas, até me faz sair as garras!!

Ai esta republica de reformistas, afundará um destes dias!

Já agora manda-os às urtigas, se fazes favor :)

Beijo daqui.

Anónimo disse...

Caro senhor Barão,
Aproveite e teça as suas opiniões num blog sobre a militarização da GNR. Vai ver que será divertido...
Vá a securitas.blogs.sapo.pt e coloque aí o seu certeiro comentário.
Cumprimentos e continue