sexta-feira, junho 15, 2007

Coisas Belas ou Belas Coisas

Acusam-me frequentemente de sarrafeiro, de maledicente gratuito, de pouco inteligente, de derrotista, de pessimista, de inconsequente, bem de tudo aquilo que querem, porque assim como assim estamos num país, democraticozito e relativamente livrezinho e depois sempre é preferível descarregar um pouco da tensão num qualquer abrunho que escreve umas pasquinadas num blogue do que realmente confrontar alguém que realmente seja culpado do estado de bandalheira desta terra ou realmente fazer algo para mudar isto.

No entanto para provar que não falo só das coisas más hoje vou falar de uma excelente noite de televisão, aconteceu na passada segunda-feira de 11 de Junho, na RTP 1 o programa Prós e Contras, que valeu essencialmente pelo excelente trabalho do Paulo Dentinho, que se apresenta actualmente como um dos melhores jornalistas do triste panorama televisivo cá do burgo e que mais uma vez o demonstrou, na reportagem que fez na Holanda, a progressista Holanda, sobre a verdadeira escravatura a que estão submetidos alguns dos nossos conterrâneos que para lá emigram.

Para lá dos números, dados oficiais indicam que em 2006, 100 mil Portugueses saíram de Portugal para seguir os caminhos da emigração, para lá dos números fica esta triste realidade, voltamos a ser um país de emigrantes, onde a falta de trabalho as políticas imbecis, a inépcia a incúria a incapacidade e a impotência dos nossos governos levam a este êxodo que deixa exangue as nossas aldeias, vilas e cidades, brilhante sem dúvida uma situação soberba que deve encher de orgulho, Cavaco, Guterres, Durão, Santana e Sócrates só para citar os últimos e mais importantes culpados deste estado de miséria.

Entretanto no Canal 2 da RTP, repetia uma outra reportagem, esta versava o alcoolismo galopante dos nossos adolescentes, a jornalista Mafalda Gameiro, percorreu a noite de Lisboa aos fins-de-semana e mostrou o mundo semi-conhecido do alcoolismo juvenil.

Bandos de fedelhos de ambos os sexos engajados em orgias alcoólicas, até ao vómito ou ao coma e subsequente hospitalização, tudo isto abençoado pelos pais, sancionado pelos agentes económicos e sob o manso e terno beneplácito dos representantes da Autoridade, leia-se neste caso PSP e ASAE. Bares, discotecas, tabernas e tascas, restaurantes e pizarias, todos comem e enchem o bolso com a secura dos fedelhos.

Existe uma Lei, claro que sim, como em milhares de outros casos, alias em termos de legislação nós somos um caso excelente, temos leis para tudo, claro que 70 % não se cumpre ou só se cumpre numa pequena parte, neste caso confirma-se a regra, a legislação existe, mas ninguém a cumpre, mais percebe-se pela triste figura que fez o representante da ASAE, que foi entrevistado para a reportagem bem com pelo oficial de Polícia, que os próprios representantes da Autoridade pouco ou nada sabem desta realidade ou fingem desconhecer, até porque nalguns casos os donos das discotecas e bares são malta conhecida e influente.

A noite de televisão de segunda-feira mostrou um futuro atroz, um povo alcoólico e praticamente analfabeto, embrutecido e desprotegido, governado por ineptos. Eu disse que não ia falar de coisas más, foi o que fiz, falei de coisas péssimas, horríveis, que mostram a quem quiser ver a realidade triste deste pardieiro infecto em que este país está a ser transformado.

Um abraço, deste vosso amigo

Barão da Tróia

20 comentários:

João Moutinho disse...

Excelente post este.
As denúncias do que se passa no Holanda, com a clara conivência das autoridades holandesas foi bem denunciado, tal como os dos intermediários turcos.
É o que acontece quando se fecha os olhos uma primeira vez.
Não vi a reportagem na RTP 2, mas todos sabemos o que são "as orgias alcoólicas".

Meg disse...

Muito oportuno este post. Também assisti e não imaginava quão longe já se tinha ido, em termos jornalísticos, porque em termos oficiais o mesmo não posso dizer.

Alcoolismo juvenil? Sou espectadora diária dessa realidade.
E quando são os próprios pais a incitar os filhos a beber? E quando são os pais a mandarem servir aos próprios filhos a mesma bebida que emborcam?
Que fazer?
Um abraço

Jade disse...

Relativamente ao primeiro tema - emigração - por muitos anos que viva nunca vou conseguir perceber a lógica do emigrante. Trabalhar de sol a sol, naquilo que mais ninguém quer fazer para ter um mês de glória por ano?!!
Relativamente ao alcoól, é facto que se assiste cada vez mais ao aumento de consumo por parte dos jovens o que não mme admira porque eles começam cada vez mais cedo a sair para a noite (todas as segundas-feiras de manhã sou contemplada com o relato do fim-de-semana dos meus alunos)e no meio de isto tudo não percebo qual é o papel dos pais. Não me considero minimamente conservadora, mas permitir que um adolescente de quinze anos saia todos os fins-de-semana e chegue às quinhentas da manhã não me parece boa ideia...
Bom fim-de-semana!

Dalila disse...

Eu não te acuso de nada disso =P
Continua o bom trabalho.

Beijo

SA disse...

bom, é triste o que acontece aos nossos emigrantes, mas também não vamos culpar sempre o país pelo facto de as pessoas quererem emigrarem, infelizmente não somos ricos e não podemos pagar mais que as holandas, mas ao menos tratamos com mais dignidade quem chega a terras lusas, se bem que também não sejamos nenhum exemplo. mas pelo menos não somos bárbaros e cruéis.
quanto as bebedeiras... nem há palavras... esta geração de adolescentes senão é rasca anda la perto

Professorinha disse...

Já vejo isso à minha volta. Hoje um aluno meu andava de canto em esquina à volta da escola tal era a bebedeira... quase nem conseguia entrar pela porta da escola (claro está que lhe barraram a entrada).

E ainda ouço coisas como: "Ah, toda a gente sabe que é normal os alunos no último dia de aulas faltarem para irem beber..."

Normal?? NORMAL????

Francis disse...

Nem mais!
Mas atenção, estes politicozecos não são idiotas; eles têm-se governado; o que é ainda mais grave!
Entretanto, anuncia-se mais uma taxa a ser paga nos combustíveis. Eles dizem que não nos custará nada.
Caramba, mas alguém acredita ainda no Pai Natal???

leonoreta disse...

e quem é que te acusa de seres sarrafeiro e outras coisas que tais? quem nao te sabe ler provavelmente. nao é o meu caso, rss
leonoreta

Alien David Sousa disse...

Enganaste-me!Eu a pensar que ias falar sobre as novas maravilhas do mundo e não!, atacaste de novo e sabes que mais? Muito bem. Não falaste de coisas más, falaste de coisas horríveis e digo-te uma coisa; é algo que eu digo sempre a mim mesma quando escrevo um texto mais sério. Mesmo que só duas ou três pessoas o leiam, mesmo que só os nossos visitantes o leiam e os senhores que governam este pais nunca o leiam, o texto vale pelo que vale, e vale pelo alerta. Porque muitos visitantes têm filhos, e se calhar outros até têm familiares que estão a pensar emigrar.
Gostei bastante do teu Post. Continua a falar de coisas más e de coisas horríveis.
Kisses

Savonarola disse...

Pois... Acaba-se sempre a falar das coisas más: é inevitável, são as que abundam. A meu ver, o alcoolismo em Portugal é dos maiores flagelos de que este país sofre. Não conheço percentagens, mas sei que é vastíssima a quantidade de pessoas que sofrem de alcoolismo, de dependência do álcool. É uma doença que abrange cada vez mais as camadas jovens da população, embrutecendo-os e transformando-os em cidadãos doentes, incapacitados.
Contudo, pouco se legisla a este propósito e muito pouco se fala desta questão. Governo-empresas, a simbiose neoliberal.
Um abraço

bluerussian disse...

Excelente.
Eu estou fartade ouvir dizer maravilhas da holanda, ora porque liberalizou as drogas, a prostituição e o casamento gay, oraporque é um país muito moderno e desenvolvido e mais não sei quê. Aí têm - um país moderno, desenvolvido, tão preocupado com as opções individuais de cada um, recorre à escravatura em pleno século XXI. vergonhoso.
Quanto à miudagem, realmente não sei onde isto vai parar. Os pais querem livrar-se dos filhos, não querem chatices e birras e fazem as vontades todas. os miudos crescem sem rei nem roque, e acabam por tender para o alcoolismo, a prepotência e a violência. A sociedade alimenta isto, porque interesse criar viciados, alimenta o negócio. Mas os pais são os grandes responsáveis. Caros amigos, quantos de vocês, que tem hoje 30 anos ou mais, tinham essas liberdades de abalar de casa para a noite, a partir dos 13 anos???

Cristina disse...

Ola,

Hoje venho aqui para te pedir o teu e-mail do blogger, vem ao meu cantinho para leres o porque
:)

beijinhu

Isabel-F. disse...

...é triste ...mas é a realidade...

até existem discotecas para jovens até aos 14 anos ... bebem alcóol ... caem para o lado ... todo o mundo sabe....
é o Garage ... fica perto da praça de Alcântara .... em Lx.

bjs

foryou disse...

Chamam-te isso tudo?????


Um bom post! Fez-me lembrar as festas académicas que 1 boa parte das vezes de festa não tem muito (pois que em festa é suposto haver diversão) mas que tem bastante de alcoolismo e por vezes até de coma... Eu realmente preferia que se divertissem.

abril disse...

Acabei de ouvir uma musica do Jorge Palma chamada AI PORTUGAL,PORTUGAL....Do que é que estás á espera?...Diz ele.

Faço votos para que não deixes de ser "Bruto" e "Analfabeto".Continua.Um abraço

deep disse...

Neste país, que é da treta porque assim o têm feito, as leis mudam ao sabor dos interesses de alguns, os valores estão subvertidos... bebe-se para "não se ficar atrás"... Lembro-me de, há alguns anos, quando saí com um grupo, ter sido alvo de um comentário depreciativo de uma menina que nos acompanhava só porque não bebi, como a maior parte, álcool. Não condeno quem bebe com moderação - eu própria o faço, mas, se não me apetece fazê-lo, quero ter esse direito...

Boa semana.

Ah, e continua assim... incisivo, cáustico, sarcástico... verdadeiro!

A Sonhadora disse...

É sempre uma delicia passear e saborear estas palavras e ideias....kkkk
beijocas da sonhadora

Diogo disse...

A juventude já se apercebeu que quando terminar o curso vai para Espanha, ou Holanda, ou Irlanda apanhar morangos a dois euros por dia. Percebe-se porque bebem desta maneira.

commonsense disse...

Continua, que fazes falta. Mas tem cuidado, não vá alguém pôr-te um processo disciplinar...
Boa semana e não te canses...

Isabel Magalhães disse...

Chegada ontem, não vi TV durante duas semanas, mas este teu post é uma excelente denúncia.


[] e boa semana.

I.