quarta-feira, setembro 20, 2006

Quem Procura Sempre Alcança! Esperemos.

As comadres lá se entenderam e a nomeação do novo Procurador-geral da República saiu, consensual como convém a estas situações delicadas, nunca se sabe quando é que um compincha, se deixa enredar nas malhas da Justiça, assim sendo, mais vale estar de bem com o chefão.
Meu caro senhor Procurador, temo bem que a nomeação de Vexa. para o cargo nada venha a trazer de diferente, excepto um maior engrandecimento do seu já brilhante currículo, segundo se diz por aí, alias desconfio de si caro senhor, porque os consensos fazem-me cócegas no nariz e a sua escolha foi consensual, a ver vamos se me engano. Falou Vexa. “… em descalçar uma bota…” , “ … a Justiça funciona mal mas tal facto é empolado…”.
A julgar pela herança que o seu predecessor ora lhe lega, o meu caro amigo revela uma inaudita coragem, no entanto concordo consigo, empolou-se muito o mau funcionamento da Justiça, alias basta olhar para o processo do Envelope 9, para o processo Casa Pia, para o Processo da Queda da Ponte de Entre-os-Rios, para o Processo Apito Dourado, para o Processo de Corrupção, na casa que Vexa. vai tutelar, para facilmente se perceber que a existir o tal empolamento, ele é por defeito e não por excesso, a Justiça em Portugal ainda funciona pior do que dizem, tudo aquilo que dizem é uma ténue imagem duma realidade bem mais atroz.
Vexa. Sr. Procurador, tem uma árduo trabalho à sua frente, senão atentemos nos dois exemplos que lhe vou dar, a Polícia Judiciária, que ao que parece é uma instituição de extraordinária competência, diz-se por aí, cuja competência e profissionalismo, ombreiam com o que há de melhor em termos das congéneres Europeias, diz-se por aí, revela-se em termos de investigação e obtenção de prova de crimes económicos uma verdadeira nulidade, os rapazes não conseguem por ninguém na jaula, e não por demais vezes, veio à baila a sua falta de competência.
Então como é, a PJ é uma boa polícia ou é só às vezes, se é só às vezes o caro Procurador tem de fazer pressão para que se mude o cenário, pois eu não acredito que tenham colocado todos os génios criminalistas a investigar homicídios, raptos e coisas do género, tendo mandado os nabos, os tansos, os incompetentes, os inúteis, os ineptos e os incapazes para as brigadas de combate à corrupção.
Alias o Ministério Público parece sofrer do mesmo mal, quando se trata de crime económico e de corrupção, é vulgar acusarem os delegados do Ministério público e os seus procuradores de incompetentes, porque comprometem as investigações, porque pejam de erros a investigação, porque são incapazes de produzir prova, ou seja outra caterva de ineptos, diz-se por aí, que na sua grande maioria melhor era se voltassem aos bancos da escola, também nas condições em que está o Ensino não sei se resultaria.
O segundo exemplo entrará nas disciplinas da Metafísica, da Filosofia e talvez do Paranormal e do Oculto. Tal como a culpa a corrupção em Portugal morre sempre solteira. Vexa. Sr. Procurador terá grandes problemas em conseguir encontrar alguém a quem o sapatinho de cristal corruptor sirva. Cá na terra é frequente existirem corruptos, mas nunca quem os corrompe, sabe-se que existe corrupção mas os seus autores nunca se conhecem, isto é brilhante, pensem no que poupamos. Por cá a corrupção é unilateral, normalmente só quem recebe os presentes é que leva uns acoites, alias virtuais, porque as molduras penais para estes crimes, são ridículas, em Portugal o crime económico e a corrupção compensam.
Em suma Sr. Procurador, a sua nomeação está para a Justiça de Portugal como o tal furacão Gordon esteve para o grupo central de ilhas do Arquipélago dos Açores, era para ser um furacão, acabou numa tempestadezeca de quinta categoria, ainda bem que assim foi, no entanto a nomeação de Vexa. que promete ser uma purga, vai de certeza terminar em diarreia.

Um abraço, deste vosso amigo
Barão da Tróia

17 comentários:

sem-comentarios disse...

A nossa justiça é uma vergonha !
Sem falar que esses srs. não deixam agir a PJ como ela deve de agir !
Velho ou novo Procurador-geral,nada vai mudar ... tudo continuará na mesma.
Com o sistema corrupto !

Bj**

a rasar o ceu disse...

pois. pois é....:)))))


adorei ler.


obrigado pelo comentário no Piano.


beijo.

Isabel Magalhães disse...

Caro Barão;

Estou demasiado contente com a volta do meu portátil para me preocupar com o PG - outro dia voltarei!

Hoje venho apenas agradecer a sua assiduidade lá na minha galeria virtual. :))))

Deixo um abraço.
I.

Aragana disse...

É tudo varrido para debaixo do tapete e já está...
.. o povo tem memória curta e quer é futebois e caracois e mais coisas acabadas em "óis".

O consenso é consensual e por isso a escolha foi pelo consenso continuo...

:)

polittikus disse...

Sem mais nada a dizer... palhaçada.

eos disse...

tens uma escrita brilhantemente acutilante! poderias fazer crónicas politicas que n ficarias nada aquem dos grandes nomes.

Quanto ao conteúdo, se se salienta o mau funcionamento destas instituições é por defeito. Deveria ainda fazer-se mais!

e a nossa justiça é de facto vergonhosa e ridiculo: toda a gente sabe mas a quem assiste mudar isso não importa.
beijinhos pa ti

Bel disse...

caramba...
olha pelo menos ja nos livramos de um
jinhos
boa semana

Anónimo disse...

Pelo consenso ser geral é que dá mesmo para desconfiar de tanta fartura, mas tirástes-me o comentário e já o fizestes e bem, não tenhamos dúvidas que enquanto não se vir a amostra como deve ser, porque o armazém está abarrotádo de problemas e dos bons, não vamos agora dar de mão beijáda uma certeza da pessoa que ficou á frente do tal cargo, veremos a estrada em que andará o mesmo, alcatroáda ou empredáda.touaqui

Lord of Erewhon disse...

Cada vez mais me convenço que é o Primeiro Ministro que escreve os argumentos dos «Morangos... » e da «Floribela», sob pseudónimo!

Abraço.

aprendiz de viajante disse...

Vivemos num país de remendos, por isso falha tudo por´pnde é lado!!!

Obrigada pelas tuas palavras lá no aprendiz.

UM bjinho

Mac Adriano disse...

Muito bem escrito. Muita substância. De facto, à partida, são sempre todos muito bons. À chegada é que, pelos vistos, muita coisa mudou, entretanto.

Casemiro dos Plásticos disse...

caro barão voce tem toda a razão
grande maluco
abraço!

Laddy C disse...

Olá boa noite!
Já pensei em enviar o meu C.V. ao presidente da República e ao Primeiro Ministro...lol Contudo acho q eles não aceitavam cognitivistas e afins...lol
O problema do País não é o ensino mas sim o sistema!
Que interessa formar pessoas capazes com capacidade para pensar e executar, se qdo exercem funções são paus mandados de meia dúzia de pessoas q controlam o sistema e as suas mentes?!
De acordo com as ultimas investigações efectuadas que a nível privado quer estatual, o problema não é do sistema de ensino, que forma e muito bem seres pensantes e com capacidade de resolver situações...lol A questão é para ke!?
O melhor é voltarmos ao analfabetismo, não digo ao Salazarismo...lol, mas o não saber ler e escrever nos casos de corrupção e submundismo é do melhor! Não sabendo ler, tb não se sabe mto bem o que falar, e assim resolvemos o outro problema q é ver o q se passa e~fazer de conta que não se passa nada! Enfim
O melhor q o Estado Português terá de fazer é apostar na desalfabetização do País... Menos licenciados, menos pessoas com capacidade de auscultar as massas e os políticos, consequentemente as corrupções e tramites políticas, mais precaridade, menos insatisfação profissional, redução do salário mínimo, aumento da corrupção sem qq problema... Ninguém atinge, não é preciso mudar políticos e afastar ministros e os profissionais da investigação criminal não ficam confinados a subornos e a frustrações atrás de frustrações por andarem sempre a ter q calar a boca e perder provas por fogo posto!
Por favor desalfabetizem Portugal, instalem de novo o podes pensar mas não digas nada!
É este o País em que vivemos do faz de conta!
Pensa - Não faças e nunca mas nunca abras a tua boca! Podes não ser preso mas ficarás a um canto pra sempre!

Desculpe o alongamento...lol

Bjos

Savonarola disse...

O Ministério Público anda de rastos, é verdade, e o Procurador Geral da República é o "boss". Vejamos se este faz melhor, embora duvide muito...
Um abraço

padeiradealjubarrota disse...

Deixei positivamente de acreditar na Justiça. Fica sempre tudo em àguas de Bacalhau com tanto e repugnante tráfego de influências. Uma vergonha! É só compadrios...e «cabalas», pois claro! Se o PGR se atrever dar uma volta a isto - é homem Morto.

Andreia do Flautim disse...

É a justiça que temos!

Eric Blair disse...

Pá, que não seja mais um arquivador geral da república.