quinta-feira, julho 13, 2006

Carta ao Sr. Menistro das Finanças

Um conhecido meu que trabalha no Ministério das Finanças facultou-me uma cópia de um ofício, entrado esta semana no Gabinete do Senhor Ministro das Finanças, este ofício surge na sequência do pedido que o Senhor Presidente da Federação Portuguesa de Futebol, fez ao Ministro, para isentar a malta da selecção do bago que ganharam por terem ficado em 4º lugar, no Mundial.

“Sr. Menistro

Sua Incelência, nã me cunheçe, mas eu, Chico da Zulmira. Sou o Pruzidente do Clube Sociedade Recreativa Desportiva Cultural e Musical “ Os Marrecos do Alviela”. Queria dezer a sua Incelência que a nossa selecção daqui da zona, pois porque isto dantes era província do Ribatejo, depois era Lezíria e mai ñ sei quê agora é Simplex e é Médio Tejo, na à quem perceba, portanto a selecção aqui da zona foi ao Campeonato Mundial de Matrecos às 3 Tabelas e ficamos entre os 3 únicos que participaram num honrozo 3º lugar, derivado a isso recebemos umas massas, ora, tal e qual a rapaziada da seleção do Futebol, a malta aqui pede a sua incelência, que tamém na faça a gente pagar IRS, derivado a tamém a malta ficar num lugar porreiro e ter dado lustro ao nome da terra.
Quero tamém dezer, que eu na qualidade de Presidente mais o resto da equipa, temos razões sérias pra na querer descontos.
A nha Zulmira quer um casaco de pele de coelho verdadeiro, não aquelas imitações de marta ou lá o que é, opois também na queria ter um casaco com o nome da nha sobrinha a Marta Vanessa, ela e cantora e anima os bailes aqui da associação.
O Zé da Mari Colaça, quer comprar uma jantes tuningue para a mota dele e tamém uma punteira de escape.
O Toino Rufia precisa de uns cobres para a gasolina porque o rapaz vive do outro lado do rio, é muita longe.
O Rufino do talho, precisa dos dinheirito pra acabar as obras no talho, construir o frigorífico e tirar a licença para o estabelecimento, porque aquilo assim na pode tar na é.
Derivado a estas coisas todas que acontecem hoje em dia nos dias correntes, a gente foi da opinião de pedir a sua incelência isto, porque semos iguais aos outros.
Sua Incelência Sr. Menistro, a gente só quer o que é justo, se a malta do futebol tem a gente tamém quer, e aviso-o já que o pessoal do chinquilho e da bisca de três tamém tá a pensar pedir o memo.

Vila Nova do Alviela 10 de Julho de 2006

Chico da Zulmira
Pruzidente

Um abraço, deste vosso amigo
Barão da Tróia

18 comentários:

moonshinne disse...

pois...
muito legitimo este requerimento ... Somos todos iguais

125_azul disse...

Tu és demais!!! Desculpa a ausência dos comentários, mas tenho tido excesso de trabalho. Beijinhos

Andreia do Flautim disse...

lloooooooooll

Ah pois, ou pagamos todos ou não pagamos nenhum!

francis disse...

Madaíl, no seu pior. Então e os outros portugueses? Quem se esforçar tem direito a isenção nos descontos? Vamos já a isso! :-)
Eu apoio vivamente a pretenção do 'Pruzidente!

Pitucha disse...

LOL, LOL, o que eu andei a perder por nao te conhecer...
Agora vou trabalhar com um sorriso nos lábios.
Beijos

Carlos Carreira Afonso disse...

He He!! E mai nada!! Uma boa rábula, caro Barão!! A brincar se dizem as verdades e as realidades do Nosso País!! Abraço...Carlos.

Rafaela disse...

foi um grande sorriso que se implantou na minha cara desde a primeira frase até à ultima...
está muito engraçado e explica de uma forma a brincar a realidade do nosso país... Louvável...
***
Força senhor «pruzidente»...
um beijo e um sorriso...

Teresa Durães disse...

ehehehehehhee

Esta está boa!!

Carla disse...

ehehehe continue com os bons textos, estão espectaculares!

jinhos***

Tia Cremilde disse...

grande chico da zulmira, se é para uns, tb é para os outros!

Mixikó disse...

Olá Barão,
muito obrigada pela viagem ao meu mundo...aproveitei e vim aqui espreitar, em boa hora...
fartei-me de rir com este post tão pertinente...gostei do blog...voltareiiiiiiiiiiiiiiii

peciscas disse...

Excelente forma de criticar um dos maiores e mais ridículos disparates do senhor madail.
O meu post de hoje também toca nesse tema.

sem-comentarios disse...

estou a rir muito, adorei a carta...ahahahaha :)

bjs :)**

_+*A Elite in Paris*+_ disse...

Pois, porque se 23 podem ficar isentos, porque nao podem muitos mais? os ricos nao precisam, o povo é que grita!!! e deve!!

beijokas e obrigada pelas visitas!

rouxinol de Bernardim disse...

Está muito bem imaginado! Parabéns!

"Ou há moralidade ou comem todos" já dizia o sapateiro de Braga!

Por falar nisso: para quando uma estátua ao "sapateiro de Braga"!
Este sim, era um democrata, o outro, o da sotaina, o bombista, não merece crédito... nem estátua!

SA disse...

Está sublime. Até os erros ortográficos não foram esquecidos. Sim porque isto, não é como as novelas do Rui Vilhena da TVI, em que todos os personagens, ricos ou pobres, letrados ou analfabetos, dizem frases existencialistas e rebuscadas.
Fantástico Humor o teu. gostei muito. :)

Anónimo disse...

Valente ribatejano,picástes o touro com a vara, espero que o touro não se tenha dádo ao trabalho de fugir para o campo, requerimentos desses não se recebe todos os dias, direito todos temos, pagar e não bufar.touaqui

Su@vissima disse...

Inclino-me em vénia, perante o "chico da zulmira"... apoiando totalmente!
Ou bem que há democracia (cof cof cof)...ou então pagam todos, ora!

Obrigada, pelo "gargalhar", texto excelente!

(E logo eu, que nem gosto dos representantes da monarquia)

Um beijo